NOTÍCIAS

ATA Nº 955 DA SESSÃO ORDINÁRIA DO DIA 01 DE JUNHO DE 2020

Publicado em 01/06/2020, Por Assessoria de Imprensa

Aos primeiro dia do mês de junho de dois mil e vinte,  às quinze  horas,  reuniram-se no plenário da Câmara Municipal de Vereadores de Caseiros-RS, oito senhores vereadores, sob  a Presidência da  Vereadora Sandra Regina Ribeiro. Após colhida a assinatura dos vereadores, presentes Carlos Dino de Abreu, Edson Manfron, Mário João Comparin,   Paulo Gilberto Soares,  Valcir Lunelli, Valdir Sabedot e Vanessa Carine Fracasso. A Srª. Presidente constatou satisfeita o “quorum” mínimo legal, pelo que declarou aberta a sessão e colocou em votação a ausência do Vereador Mauricio Soares. Em votação foi aprovada por unanimidade. Após colocou em  discussão a ata nº954, da Sessão Ordinária de 26 de maio de 2020, em votação  foi aprovada por unanimidade.  Da ordem do Dia constou: Processo nº680/2020. Projeto de Lei nº023/2020, que Autoriza o Poder Executivo Municipal  a prorrogar contratos Administrativos Temporários e dá outras providências, Com emenda nº001, do Vereador Valdir Sabedot. Em discussão a Vereadora Vanessa Fracasso manifestou-se, dizendo que o projeto de lei solicita autorização para prorrogação dos contratos de técnica de enfermagem e farmacêutica. Que foi realizado o concurso público e, que devido a pandemia não foi concluído, está em andamento, que para o cargo de farmacêutico houveram aprovados, para o cargo de técnico de enfermagem não houve aprovados no concurso público e  isso a preocupa porque estão vivendo um momento muito difícil na saúde publica, um momento de pandemia. Que possuem sete profissionais da enfermagem, sendo que na semana passada estavam  trabalhando com apenas três  profissionais e isso a preocupa e faz com que o Poder Executivo encaminhe à Casa o referido projeto de lei.  O cargo de farmacêutico tem a mesma funcionalidade, também de  cunho importante para a comunidade Caseirense. Que seu voto é favorável e pede aos colegas vereadores  para que usem o bom senso em favos da comunidade e que deixem assuntos de cunho de politicagem para outra hora, porque para as pessoas que acham que tudo é brincadeira não é lugar de estar na Casa. O Vereador Paulo Soares manifestou-se dizendo  que até sente-se ofendido com a manifestação da vereadora, no sentido em que levantou a questão da fraude eleitoral. Que também está muito preocupado  coma saúde do município, porque a Vossa Excelência foi uma das  destruidoras da saúde do município. Se há enfermeiras coma atestado foi por causa de maus tratos, má condição de saúde publica e vem afrontar dizer que é um momento difícil, concorda, mas dizer que quem não conhece não deveria estar na Casa, é verdade não deveria estar aqui e nem na condição de secretária da saúde como   a vereadora esteve.  Que há funcionárias de laudo e que disseram  que não aguentaram a pressão, os maus tratos inclusive pela vereadora, tanto é que o município perdeu o Dr. Rodrigo, perderam qualidade com pessoas nomeadas porque as pessoas não souberam conduzir  a saúde do município. E, importa dizer que não sabe porque  a Vossa Excelência ganho férias, de repente  por quinze dias, que a sociedade sabe a causa e agora a vereadora vem dar uma de boazinha.  Colocou eu esteve verificando e o contrato da técnica de enfermagem vence no dia primeiro de julho de dois mil e vinte. Sendo assim, possuem o prazo de mais uma sessão para analisar o projeto, tendo em vista que o mesmo não encontra-se em regime de urgência. O Vereador Mário Comparin, manifestou-se dizendo  que o Vereador Paulo falou do Dr. Rodrigo, que era somente ele ter cumprido  horário que o mesmo estava ai até hoje  e que não venham dizer que não.  Que admira o9 Dr. Rodrigo, mas não cumpriu o contrato e o problema é dele.  Quando se assina um contrato tem de cumprir ele mesmo pediu para sair. Foi feito pressão para o cumprimento do contrato, que o admira como profissional, mas não cumpriu o contrato e ele mesmo pediu para sair. Assim, não  há nada para discutir em relação ao Dr. Rodrigo. O Vereador Valdir Sabedot, manifestou-se dizendo que gostaria de dizer que o vereador Mário que nenhum profissional da saúde cumpre horário  nem os que estão trabalhando hoje, que ganham três vezes mais que o Dr. Rodrigo ganhava e também não cumprem horário. Que dificilmente teremos um bom profissional da saúde que cumpra horário. A Vereadora Vanessa Fracasso  manifestou-se dizendo que gosta de respeitar a ordem da  matéria. Que em relação a fala do Vereador Valdir Sabedot em que mencionou que nenhum dos profissionais cumpre horário, vê que está faltando fiscalização da câmara de vereadores. Vê que todos os profissionais da saúde até a ultima gestão o ponto digital era de cartão. Que a coisa mais correta  para registro é  o ponto digital o qual foi adotado por esta gestão, se quer registrar a frequência do servidor é pela digital e que não concorda escutar que nenhum servidor cumpre horário.  Colocou que com muito orgulho teve a oportunidade  de ser secretária da saúde, coisa que o vereador Paulo nunca foi, assim é difícil aceitar, a inveja às vezes toma outro cunho e fica difícil  olhar e dizer  ela foi secretaria  e teve  a oportunidade de aprender, quem entra tem discernimento e vontade de fazer. Assim diz olhar para o vereador e dar risada de suas lamentações e não pode admitir que se fale mal de profissionais de saúde que estão trabalhando  no dia a dia muitas vezes fazendo horas sem custas ao município. O Vereador Carlos Dino pediu vistas ao projeto. A Srª. Presidente informou que o projeto ficará tramitando em razão da solicitação da bancada do Partido Progressista. A Vereadora Vanessa Fracasso questionou se poderia ter dois pedidos de vistas, o Vereador Paulo Soares, argumentou que o projeto não encontra-se em regime de urgência e pode tramitar por noventa dias. Encerrada a Ordem do dia a Srª. Presidente abriu espaço para as manifestações pessoais e concedeu a palavra ao Vereador Valdir Sabedot. “  Cumprimentou a Srª. Presidente, colegas vereadores e pessoas presente. Uso  a tribuna para falar a respeito de um áudio que anda circulando na cidade, de um senhor que mora no município de Tapejara Presidente do Sindicato de Alimentação. Sendo, que este cara não conhece a vida dos vereadores do município  e anda falando bobagens, passando para grupos  que vão trabalhar na Agrodanielli. Quero dizer para este tal de Josimar que é presidente do Sindicato de Alimentação de Tapejara, que ele não  tem  coragem de vir aqui nesta Casa e dizer o que anda falando nos áudios por ai. Quero dizer a ele, que os vereadores que aqui estão foram eleitos pelos munícipes de Caseiros e não pelos munícipes de Tapejara ou de outros lugares, como ele está fazendo transferências de títulos pra cima e pra baixo,  fazendo baderna aqui nesta Casa. Quero dizer pra este vagabundo, pior do que isto ele não merece, esse vagabundo desse Josimar falar do meu nome aqui nesta Casa. Dizer que vereadores tem de sair escoltados   desta Casa, nunca fui escoltado pela policia para sair desta Casa em vinte e oito anos. Veio a policia  aqui nesta Casa para manter a ordem, depois que  este vagabundo, baderneiro veio  dentro desta Casa, da prefeitura fazer baderna, pagar ônibus para as pessoas vim segurar cartazes, baner para fazer baderna dentro dessa Casa. E as pessoas que votaram em nós, foi porque tem confiança nas pessoas que estão aqui para trabalhar sério e fazer as coisas acontecerem.  Quero dizer para este porco gordo que, não votei contra para o município pagar  passagem para as pessoas de Caseiros  irem trabalhar no município de Tapejara, votei a favor. E quero dizer que quando me cita, que quando os vereadores fazem criticas, que vão nas casas dizendo que os vereadores estão perseguindo as pessoas, não estou perseguindo as pessoas. Não estamos é só fazer as coisas certas, tanto é que hoje o município está nas páginas dos jornais com a má gestão do Município de Caseiros. O Prefeito tem de se desprender destas pessoas de má índole, para que ele comece  a trabalhar para que as coisas fiquem certas. O meu trabalho a minha história de vida, ser difamada por um baderneiro não leva a lugar nenhum. E quero dizer também que quando votamos nesta Casa, um projeto de lei para  financiar dois  milhões de reais, eu votei contra e não tenho medo de dizer que votei contra e não me arrependo de ter votado, porque está aqui o projeto para fazer um pavilhão na  área industrial e o baderneiro vem dizer para as pessoas que vão trabalhar na Agrodanielli que é para fazer um frigorifico, porque não dizer e falar a verdade. Votei contra porque era para fazer um pavilhão   na área industrial, não porque era para fazer um frigorifico como ele está dizendo nas ruas, o projeto está aqui e os colegas vereadores são prova. O projeto que nós votamos para o município pagar o ônibus, eu votei a favor. Naquele dia Vereador Mário, entrei na conversa do Vereador Paulo e disse, vereador Paulo, você já pensou voltar um projeto para nós contratar de novo a empresa, que tal se nós votar contra, se nós votar contra  a próxima vez, será que é o Josimar que vai mandar aqui? Vamos votar favorável de novo, porque nós somos favorável o povo de Caseiros ir trabalhar e dizer que nós vereadores chamamos o povo de Caseiros de vagabundo, mentira, vagabundo é ele, que está esperando chegar o final do mês, lá na Agrodanielli para receber dez, quinze reais de cada funcionário que trabalha lá, para ele poder se sustentar este sem vergonha e baderneiro. A baderna nesta Casa, só teve quando este cara apareceu trazendo pessoas de fora para fazer baderna. Quero dizer o seguinte: que quando as coisas boas vem para o município, sempre fui a favor, as pessoas me conhecem, tenho sete mandatos nesta Casa,  nunca precisei fazer baderna e desmoralizar às pessoas, não é este cara que vai me difamar. Obrigado Srª. Presidente pelo espaço”. A Srª. Presidente concedeu a palavra à Vereadora Vanessa Carine Fracasso. “ Agradeço o espaço Presidente e cumprimento a população que me assiste. Gostaria de começar minha fala diferente, mas impossível não comentar. Vereador Valdir, quando ouço sua fala por Deus, me entristeço. O Senhor com sete mandatos, vinte e  oito anos de carreira de vereador, uma pessoa que pra mim se o Partido Progressista  de Caseiros valorizasse as pessoas o candidato a vice ou a prefeito nestas eleições, teria que ser o seu nome. Pessoa com toda a sua experiência, os projetos que o senhor apresentou, não veria outra pessoa, mas talvez pelo senhor usar esse linguajar, onde no final o senhor disse que não usa para difamar a pessoa, o linguajar que o senhor usou me entristeço”. O Vereador Valdir Sabedot perguntou: “ Vereadora quer que lhe mostre o áudio que ele mandou pra mim e para o Vereador Paulo?” Continuando a Vereadora Vanessa Fracasso perguntou: “ Ele lhe ofende desta forma?” O Vereador Valdir Sabedot “ muito pior”  volto a dizer que se tratando da questão da Agrodanielli gostaria de informar aos presentes que são sessenta e cinco pessoas que estão indo trabalhar na Agrodanielli, o valor que  o município investe é de nove mil reais, para pagamento de um ônibus, inclusive eu era vereadora quando foi aprovado o projeto no ano de 2017”. O Vereador Valdir Sabedot, perguntou: “ E eu votei contra o projeto?” Acredito que não. O valor  médio destes funcionários é de um mil e setecentos reais, por pessoa. Temos os dados de 2017, 2018 e 2019, totalizando oitocentos e sessenta mil trezentos e quarenta e dois reais e  oitenta e cinco centavos, retorno ao município destas pessoas que estão trabalhando. Então me digam com números e  dados, deixem a politicagem da porta pra fora, se o projeto não é viável. Eu, ainda vou ter  a oportunidade de conversar com cada uma dessas pessoas e perguntar, se não tivessem este emprego como seria a sua vida e de sua família? E não somos nós vereadores que temos que dizer que, se o projeto voltar para esta Casa. Está registrado em ata suas palavras vereador em que diz e se nós não votar? Acho que nós não podemos abrir a boca. O  Vereador Valdir disse “  politicagem é vocês que estão fazendo, o do sindicato”.  Nós vereadores teríamos que fazer uma frente parlamentar e ir até a Agrodanielli, pedir:  vocês não tem mais vagas, porque além das sessenta e cinco precisamos de mais, esse é o nosso papel e não de julgar. Dizer que esses sessenta e cinco não podem  mais ir, isso é de quem não conhece a realidade de nosso município, porque  a crise econômica está ai. Quero falar da questão da coleta do lixo, porque aqui precisamos apresentar dados. Era pago para a coleta do lixo dezenove mil duzentos e trinta e dois reais e trinta e quatro centavos, valor hoje pago para a coleta do lixo seis mil reais, o que foi economizado por mês, treze mil reais, no ano cento e cinquenta e seis mil reais e nossa cidade está em fase de organização e limpeza, conversem com quem tinha as lixeiras em frente a suas casas. Convido para que seja criado também uma frente parlamentar e convido o Vereador Paulo para nós irmos um dia acompanharmos a coleta do lixo, como o  vereador me convidou para ir olhar o banheiro público, te convido para nós irmos acompanhar a coleta do lixo. Queria também falar das coisas boas, vocês viram a beleza que está ficando a pracinha Caseiros? Um empreendimento maravilhosos, meus parabéns ao Nédio Atolini, por ter escolhido Caseiros  e pela coragem de empreender. É isso que nós vereadores temos que buscar e apoiar, pessoas que queiram desenvolver o município de Caseiros. Outra coisa que o vereador falou sobre o projeto de dois milhões, sinto não ter estado aqui para votá-lo, mas os senhores sabem que já está na fase das garantias? Cumprindo o que está no edital. Gostaria de solicitar ao Vereador Paulo, quanto aos ataques, acredito que por falta de convite, talvez um dia o senhor diga, o cargo de secretário não é fácil você tinha razão. Gostaria de pedir ao vereador naquelas teses de infração eleitoral, o cartório eleitoral está fechado, não é vereador? O Vereador Paulo respondeu: “sim”  e às informações recorrentes transferências e endereços, gostaria que depois quando o vereador usar a palavra explique, qual meio tem usado para obter as informações, porque se  a lei é para um é para todos e gostaria de saber também qual endereço usado. Quanto a capa do jornal, quero deixar aqui minha indignação  ao Partido Progressista, presente o seu presidente, o qual respeito muito, será que precisam pegar pessoa de fora do nosso município? Com todo o meu respeito, vejo que esta bancada tem um potencial imenso, acredito que teriam que ser mais valorizados. Cedeu aparte ao Vereador Valdir Sabedot. “  Já pedi desculpas aos vereadores pela minha fala, desculpa, não mereciam ouvir isso. A senhora transmita  ao presidente do Sindicato de Alimentação de Tapejara que não conheço o que é um frango, mas quero pegar um frango daqueles que ele vai abater lá no frigorifico, aquele eu quero conhecer” . Vereador, o senhor saiba que ás sessões são gravadas e a comunidade tem acesso, o que se fala tem de ser responsabilidade da boca de quem falou. Obrigado pelo espaço Presidente”. A Srª. Presidente concedeu o espaço ao Vereador Mário João Comparim. “ Srª. Presidente, colegas vereadores, pessoal que nos assiste. Uso a tribuna para falar um pouco de tanto fuxico, que está acontecendo na cidade. Fico indignado que o povo fica falando coisas que nem existem, chegando em repartições falar coisas sem fundamento de transferências. Só um suplente de vereador do PP, fez dez, doze de Ibiaçá para cá, sem comprovante, não sei onde foram buscar estes comprovantes. Temos que esperar o cartório, não ficar largando verde para colher maduro, não é verdade o que estão falando nos telefones.  Quero dizer que não tem prova nenhuma e cada um vai pagar pelos seus atos, a justiça está aí para julgar. Fica feio tudo o que sai na cidade, espero que quando o cartório liberar a lista, também sou presidente de um partido e todos vamos receber. Quero falar também que colocaram até  em jornal  o Degeroni. Não tem vinculo nenhum, é funcionário público  em outra cidade, não tem direito nenhum de vir opinar, ele era daqui há dez anos atrás. Hoje não tem nenhum vinculo e quero dizer aos senhores que isso me entristece. Também, me desculpe se tiver vinculo como bloco, residência aqui, até peço desculpas antecipadas. É fácil dizer,  quero ver a lista, depois vou falar, quando o cartório autorizar, agora jogar na rua um contra o outro, em um comércio que haviam dezoito transferências, e ele disse isso é fuxico, não fiz nenhuma. O pessoal colocar em jornal é desmerecer o povo de Caseiros, tem o Valdir, o Mauricio que tem capacidade de  serem um vice de alto nível, me convidar um, lá de Lagoa Vermelha que é funcionário público, me entristece, não tem vinculo nenhum  e colocaram no jornal, isso me entristece e muito. O Valdir falou que tem sete mandatos, parem com isso, estão brincando, isso é demagogia contra o povo de Caseiros.  acho que tem que valorizar e respeitar quem está aqui, tem gente competente em todos os partidos. Por que escolher gente de  fora?  Isso é muita demagogia contra a nossa sociedade. A Srª. Presidente perguntou ao vereador: “ O Senhor tem conhecimento de quem colocou a matéria, não podemos ser responsabilizados”.  Não sei, só estou falando, tem a Vereadora Sandra pessoa competente. Por que ser pessoa de Lagoa?. Cedeu aparte ao Vereador Valdir Sabedot. “  Se for este o problema, o Senhor também mora em Tapejara e é vereador aqui em Caseiros”. Eu tenho bloco, vendas, estou a semana toda  aqui em Caseiros, tenho vinculo há quarenta anos, nunca me desvinculei daqui. Hoje ele não tem vínculo nenhum, tem de respeitar o pessoal daqui, cada um pensa como quer, eu não concordo com funcionário público de fora, vir aqui opinar, mas Caseiros está no caminho certo  e vai escolher as pessoas certas, o povo daqui que merece e tem vinculo. É minha opinião, agradeço o espaço e se tiver algum erro, peço desculpas, estou defendendo a sociedade de Caseiros”.  A Srª.  Presidente  concedeu  a  palavra ao Vereador Paulo Gilberto Soares. “ Srª. Presidente, colegas vereadores, pessoas que nos assistem. Venho com muita tristeza fazer uma manifestação, que não gostaria. Gostaria e estar discutindo projetos para o nosso município, mas infelizmente tenho que fazer a minha defesa. Depois da minha denuncia na sessão anterior a respeito da  fraude eleitoral  em Caseiros, que tem mais de quatrocentos títulos de transferências, desde as eleições de 2016, transferidos para Caseiros, fora os títulos novos. Tenho a lista. A partir do momento que fiz a denúncia do verdadeiro calote eleitoral que se está implantando em Caseiros, sofri ataques, também o Vereador Valdir. O Presidente do Sindicato de Alimentação de Tapejara que abrange a região, fez um áudio nos atacando. Não me preocupo, porque é um sujeito que não tem uma galinha para dar água em Caseiros, se tivesse mérito, até aceito a critica de cidadão que tem compromisso  com Caseiros. Esse é o verdadeiro que vem tirar proveito de Caseiros, levou até, inclusive o prefeito para a China, votei a favor, gastança do dinheiro público. Fiquei triste com este áudio. Semana passada um suplente de vereador do MDB, partido que ajudei a criar, ir falar de mim na rádio, um cara que está devendo para o município, não paga nem suas contribuições municipais e ir falar de mim, um cara que não tem a menor condição de atacar qualquer cidadão, porque anda dirigindo sem carteira de motorista, causando risco para a população de Caseiros, um cara que não tem crédito para comprar um maço  de prego na  cidade, vem me atacar. Também me surpreendeu Vereador Mário, o Senhor mandou  áudios  para o Elconides da imprensa me atacando. Vereador, mandando e distribuindo para as pessoas  do município. O Senhor não tem moral nenhuma para fazer isso comigo. Eu, estou com a palavra vereador, olhe o Regimento Interno. O Senhor não tem moral nenhuma, o Senhor gastou cem mil reais para fazer cento e cinco votos, não teve condições de fazer os votos conscientes, teve que comprar a consciência das pessoas para sentar nesta cadeira. Vejam que moral tem um cidadão para vir me atacar. Se preocuparam com minha denuncia, tinham que se preocupar com a reportagem do jornal, Ministério Público denunciando o Município de Caseiros por má gestão, se preocupem com isso. Nós vereadores temos feito denúncias que é nosso dever, não somos bonecos de um governo podre, que eu também sou culpado, porque  ajudei a instalar aqui. Votei, mas vi em tempo hábil e saí, se preocupem em fazer gestão, a coisa certa, não em nós por denunciar as coisas erradas. Nós somos fiscalizadores e não bonecos  para sentarmos e ficarmos quietos. Nós somos fiscalizadores, temos que fiscalizar, pedi uma informação, sessão passada sobre a área da saúde e a senhora Vereadora Vanessa, como secretária da Saúde deixou vencer o concurso e não nomeou médicos,  para contratar uma empresa, ganhando muito mais a senhora é corresponsável. Temos a questão que sumiram os motores da garagem, sumiram os motores dos carros da Receita Federal destinados ao município sumiram bancos, setores absurdo falta de  fiscalização, falta de controle. Já denunciei outras irregularidades, não sou conivente. A Vereadora  vem dizer que  estão gastando seis mil reais com o lixo e fazendo uma economia, mensal de  treze mil reais, maior mentira do mundo, seis mil reais são pagos apenas para a  recicladora de Tapejara. No mês de março o município gastou vinte e três mil reais com o lixo, mês de abril quinze mil e pouco, sei porque acompanho o Portal da Transparência e vir aqui mentir e tentar enganar o povo que gastam apenas seis mil reais, criem vergonha na cara, falem a verdade estão apresentando dados para iludir o povo, não admito que estas deturpações sejam levadas para a sociedade. Amanhã vou na Rádio Caseiros FM e vou falar estas verdades e se vocês tiverem coragem vão lá e me contestem. Não fui leito para lavar cabeça de burro com sabonete. Tem coisas boa no município, nem tudo é podre, temos lutado, denunciado para fazerem as coisas acontecerem. Quanto a questão levantada que vão sessenta e cinco pessoas trabalhar na Agrodanielli. Caseiros contribui com nove mil reais por mês e aos outros municípios  a empresa banca o transporte. Que ajuda o Presidente do Sindicato está dando para Caseiros? Se  ele fosse um cidadão caseirense ia barganhar para que Caseiros não tivesse que pagar, como os municípios e Ibiraiaras  e Lagoa vermelha, onde quem paga é a empresa. Mas isso não ocorre certamente está tentando fazer uma média com o dono da empresa. Irreal está situação. Isso é um desabafo,  porque  fui  atacado  a  semana  inteira por  fazer uma denuncia da corrupção eleitoral e fiquei indignado, porque quem fala a verdade não merece castigo e o que nós falamos Vereador Valdir e fomos atacados foi puramente a verdade e por pessoa que não tem nada haver com Caseiros,  é filho de Caseiros, que honre sua terra para progredir. O que ele fez para progredir foi levar o prefeito para  a China, comer gafanhoto e veio fazer baderna. Sai sim escoltado pela policia porque não sabia o bandido que  estava lá fora. Fico triste com tudo, queria ver no jornal noticias de que  caseiros  lidera o ranking em tal lugar e não Ministério Público ajuíza ação para apurar atos de improbidade administrativa, isso é triste, temos feito denuncias, as coisas estão acontecendo por má gestão, teimosia e burrice pensam que vão se perpetuar no poder. O prefeito vai devolver dinheiro público pena, é um homem trabalhador, nós conhecemos é vergonhoso usar a tribuna para discutir estes fatos. Caseiros merece mais e este mais  vai estar na decisão de cada um caseirense e não nas pessoas de fora que não tem nada haver com o município e vão querer intervir nas eleições de 2020. Obrigado Srª. Presidente pelo espaço”. Encerradas as manifestações a Srª. Presidente agradeceu a presença dos Nobres Edis, reiterou a  data de 15 de junho para a próxima sessão ordinária e declarou encerrada a sessão. Eu, Marisete Brezolin Cirino, digitei, por ser a expressão da verdade.





Imprimir Notícia - Compartilhar no Facebook